quinta-feira , 17 agosto 2017
Home >> Games >> Análise: notebook gamer MSI GT80 Titan [vídeo] – TecMundo

Análise: notebook gamer MSI GT80 Titan [vídeo] – TecMundo

O mercado de notebooks dedicados para jogos vem passando por muitos desafios: agregar performance, melhorar a autonomia de bateria e oferecer mais recursos para os gamers que buscam mobilidade.

Estes são pontos cruciais que a MSI tem levado em conta na hora de projetar seus produtos, algo que já percebemos quando testamos o GT 72 Dominator e o GE 60 Apache.

O MSI GT80 Titan segue essas premissas e se desta principalmente pela configuração superior e um ponto inédito: a presença de um teclado mecânico com teclas Cherry MX!

No interior, processador Core i7, duas unidades gráficas GTX 980M em SLI, até 4 SSDs (que podem ser configurados em Super RAID 3), 32 GB de memória RAM DDR3 (ou até 64 GB DDR4), 16 GB de memória de vídeo, gravador de Blu-Ray e as mais recentes tecnologias! Fica bom pra você?

O notebook MSI GT80 Titan traz isso e muito mais para os entusiastas que buscam o mais alto desempenho, sem deixar a questão da mobilidade de lado. Nós passamos alguns dias aproveitando todo o potencial da máquina. Será que temos um novo campeão na área?

Especificações

Design não é o forte

A MSI sempre se destacou com seus notebooks com visuais arrojados, mas o visual deste modelo é um pouco chocante demais. Para falar a verdade, o design do aparelho é bem diferente de quase tudo que você já viu e não dá pra dizer que ele é o mais bonito da categoria.

A tampa é parecida com a do GT72 e do GE 60, trazendo um relevo que dá destaque às curvas e deixa o visual ousado. As laterais são bem grossas, mas foram devidamente projetadas de acordo com a disposição dos elementos que ficam no interior do produto.

O grande choque de visual está na parte interna, que não segue um padrão de beleza. O teclado mecânico foge bastante do que vemos em outros modelos do segmento gamer. Ele fica posicionado na ponta do notebook, junto com o touchpad nada convencional.

Outra coisa que fica um bocado esquisita é a chapa metálica que traz a logo do dragão da MSI. Quer dizer, o dragão até que fica legal, mas o espaço vazio dá a sensação de que falta algo. Obviamente, esta parte do notebook foi projetada para conseguir colocar todas as peças dentro do aparelho e também pra dar mais conforto ao jogador.

Se as peças ficassem na ponta do notebook, o jogador teria que colocar seus braços por cima desta parte metálica, onde ficam localizadas peças como o processador e os chips gráficos. O grande inconveniente, numa situação hipotética dessas, é que as peças trabalham em altíssimas temperaturas e iriam incomodar um bocado na hora de curtir os games.

Fora isso, o teclado mecânico tem teclas bem altas, o que impossibilita colocar peças nesta região. No fim das contas, nossa conclusão nesse ponto é bem simples: o visual do GT80 é decorrente de uma decisão estrutural, sendo que não haveria outra forma inteligente de propiciar conforto e desempenho sem prejudicar o design do produto.

Felizmente, o tamanho avantajado do produto compensou em outro ponto: a inclusão de uma telona de 18 polegadas. Ela ocupa muito bem o espaço disponível e garante jogatina agradável (vamos comentar mais sobre o display posteriormente). Enfim, o visual é um pouco estranho no começo, mas os resultados nos jogos compensam!

Teclado mecânico e touchpad diferente

Deixando questões de estética de lado, devemos nos centrar em um ponto importante: o teclado mecânico tão sonhado pelos gamers que sempre quiseram levar seus notebooks para todo o canto e queriam obter ótima jogabilidade sem ter que carregar um teclado mecânico.

O teclado da SteelSeries é um show em todos os sentidos. As teclas com retroiluminação na cor vermelha (sem opção de trocar de cores) trazem switches Cherry MX Brown. Na prática, isso quer dizer que elas são bem silenciosas e responsivas em várias situações.

As teclas são fáceis de pressionar, concedendo alta precisão, e oferecem algum nível de pressão, o que resulta em melhores controles nos jogos. O layout é o mesmo padrão que temos em teclados voltados para desktops, então é fácil se acostumar. Na versão que nós testamos, o teclado era do tipo espanhol, mas isso não atrapalhou em nada.

O teclado é perfeito, mas o touchpad não é aquelas coisas. Ele tem um formato bem diferente e fica pequeno pros jogos. O jeito mesmo é usar um mouse externo. Uma coisa legal é que o touchpad também serve como teclado numérico, mais uma ideia brilhante da MSI.

Tela Full HD e sistema Dynaudio

Para entregar toda a qualidade dos games, a MSI apostou em uma telona de dezoito polegadas com resolução Full HD. O colorido do display é excelente e o nível de brilho também. O modelo que nós testamos não tinha tecnologia GSYNC, mas a MSI nos informou que há modelos com esta tecnologia.

Apesar da ausência deste recurso, não tivemos grandes problemas de screen tearing, já que o hardware é competente e aguenta muito bem os jogos com elevadas taxas de frames. Para quem não estiver satisfeito com esse tamanho de tela, ainda dá para conectar mais monitores nas saídas DisplayPort e HDMI.

Pra combinar com a telona, a MSI colocou um sistema de som da Dynaudio, que é simplesmente arrasador. Ele vem com subwoofer e produz uma sonzeira! É um sistema de áudio perfeito pra jogos, vídeos e músicas! O som produzido pelos alto-falantes envolve o jogador, graças também ao chip de som Sound Blaster Cinema 2.

Hardware imbatível

Toda essa parte externa do produto é excelente, mas vamos ao que realmente interessa: o hardware. De acordo com a MSI, os novos modelos do GT80 TITAN podem ser equipados com chip Intel Core i7 Skylake, até 64 GB de memória DDR4 e outros componentes de ponta.

A máquina que nós testamos não trazia tamanho poder de fogo, mas ainda estava muito acima das expectativas. Dentro do aparelho tinha chip Intel Core i7 -4720, duas placas de vídeo GTX 980M em SLI com 16 GB de memória de vídeo, mais 16 GB de memória RAM (do tipo DDR3), SSD de 500 GB e ainda mais um disco rígido de 1 TB.

Em nossas verificações, esses componentes se mostraram extremamente eficientes. Não tivemos qualquer problema no uso do sistema, de aplicativos ou na hora de rodar os jogos. As temperaturas ficam dentro do esperado

Essa configuração monstra roda qualquer jogo, com a qualidade gráfica máxima, com filtros, em Full HD, com visual perfeito, com fluidez, com amor. É o máximo do desempenho que já vimos num notebook.

Quer rodar Metal Gear Solid V? Você pode. Quer rodar GTA V? É só dar o play. Pelo que vimos, o desempenho em alguns games (principalmente quando o SLI é compatível e usado de verdade) é quase o dobro de uma GTX 980M, o que é impressionante. O MSI GT80 TITAN rodou tudo liso e isso mesmo quando estava longe da tomada.

Tá achando pouco? Se isso não for suficiente, você pode abrir a tampa do produto e instalar mais memória, adicionar outros SSDs e até trocar os chips gráficos. Legal, né? Nem adianta trocar os chips da NVIDIA, porque eles já são os mais tops, mas se você comprar a versão mais simples do notebook, já vale pensar no upgrade.

Testes de desempenho

Baixa performance energética

Apesar de ser poderoso e perfeito para a jogatina, o notebook gamer GT80 TITAN tem um probleminha. Com tanto poder de fogo, é claro que a bateria não iria aguentar muito tempo. Pois é, no PowerMark, deu menos de uma hora e vinte minutos. Na prática, este note só rodou jogos por 50 minutos.

O pior é que toda essa configuração e estrutura pesam muito. O GT80 TITAN pesa 4,5 kg. Não é uma máquina pra ficar carregando pra todo lugar, mas dá pra levar na casa de um amigo ou praquelo torneio esperto de CS — ou qualquer jogo absurdamente pesado.

Vale a pena?

A gente pensava que o MSI GT72 era o notebook mais robusto do mundo, mas isso é porque ainda não havíamos testado o GT80 TITAN. O novo laptop gamer da MSI é o sonho de todo entusiasta. O modelo que nós testamos não era o top de linha, mas o desempenho foi mais do que satisfatório.

Entretanto, para os gamers endinheirados que estão pensando em comprar um novo laptop, a MSI promete lançar um produto ainda mais atualizado em dezembro. O GT80 TITAN top de linha vai ter processador Intel Core i7 Skylake, 32 GB de RAM, 4 unidades SSDs de 128 GB, display com GSYNC e duas placas GTX 980M em SLI.

O preço desse brinquedinho? De acordo com a MSI, a versão do GT80 que chegará ao Brasil vai custar R$ 21.900. Achou salgado? Bom, já vamos argumentar sobre essa questão. Antes, contudo, vale mencionar que, no mês passado, a MSI experimentou vender um modelo mais simples que trazia duas placas GTX 965M e custava R$ 14.000 reais. Todas as unidades foram vendidas em menos de uma semana!

Dito isso, a gente só pode elogiar a MSI. O preço pode ser absurdo para muitos jogadores, mas é um valor razoável para o máximo da tecnologia em um notebook gamer. Tirando a questão do peso e da bateria, este laptop é perfeito para entusiastas.

Os jogos rodam como se você estivesse jogando em um desktop com uma placa de vídeo de performance extrema. Todo o potencial adicional de hardware e ainda o teclado mecânico são motivos que justificam o preço, ainda mais que é uma configuração exclusiva da MSI.

Então, se você tem 22 mil reais sobrando e quer muito o notebook gamer mais top de linha do Brasil, nós achamos que vale a pena investir este valor no GT80 TITAN, ainda mais porque dá pra atualizar as peças no futuro. Este é mais um notebook apenas para quem pode e tem muita grana para investir em jogos.

Este produto foi cedido pela MSI para a realização desta análise.
Fonte: TecMundo

About AkiTech

Criador e Gerador de Conteúdo do Site KassioInFo e Agora do AkiTech. Analista de Suporte e Entusiasta de Tecnologia e Telecomunicação.

Check Also

Os 10 filmes mais pirateados da semana (20/03/2017)

Os 10 filmes mais pirateados da semana (20/03/2017)