quinta-feira , 17 agosto 2017
Home >> Destaques >> Facebook começa a testar o botão “dislike”

Facebook começa a testar o botão “dislike”

Quando introduziu as reações, um ano atrás, o Facebook deu uma resposta satisfatória aos pedidos por um botão de “não curtir”, já que os usuários passaram a contar com duas opções para expressar negatividade sem que aquele ícone fosse necessário. Agora, porém, a rede social parece ter encontrado uma finalidade para o tal do “dislike”.

O TechCrunch noticiou que o Facebook está testando a inclusão de reações ao Messenger. A ideia é permitir que as pessoas respondam a cada mensagem com um emoji, sem que seja necessário escrever alguma coisa um conceito já explorado pela Apple no iMessage.

Reprodução

Nesse contexto, a rede social entendeu que compensaria permitir o uso do “dislike”, mas só porque no Messenger ele ganha uma conotação diferente. Há sete reações em teste, cinco delas podem ser usadas para expressar amor, alegria, surpresa, tristeza e raiva. As outras duas são o curtir não curtir, que o Facebook interpreta como “sim” e “não”.

Imagine o seguinte cenário: você está num grupo e duas pessoas fazem perguntas diferentes que permitem respostas monossilábicas. Em vez de citar cada pessoa e dizer “sim” ou “não” individualmente, você pode simplesmente acionar o “curtir” como reação positiva e o “não curtir” como reação negativa.

Para acionar o recurso, basta passar o mouse sobre a mensagem recebida e escolher um emoji. A mensagem passa a mostrar uma contagem de reações, então, no caso do sim/não num grupo, fica mais fácil visualizar a opinião das outras pessoas.

O Facebook confirmou tanto os testes quanto a sua interpretação em relação ao significado do “dislike”, mas não informa um prazo para que a novidade seja implementada.

About AkiTech

Criador e Gerador de Conteúdo do Site KassioInFo e Agora do AkiTech. Analista de Suporte e Entusiasta de Tecnologia e Telecomunicação.

Check Also

Conheça o Ataribox, novo console da Atari

A Atari finalmente revelou um pouco mais sobre o Ataribox, console que seu CEO, Fred Chesnais, …