domingo , 20 agosto 2017
Home >> Ciência >> Olá, futuro! Microsoft prevê computador quântico funcional em até dez anos

Olá, futuro! Microsoft prevê computador quântico funcional em até dez anos

Para muitos de nós, meros mortais, a tecnologia quântica parece algo indecifrável, fora da compreensão comum e, claro, pertencente a um futuro que ainda está bem longe. Porém, se depender de algumas das principais empresas que estudam o conceito, podemos estar mais próximos que o esperado de ver um dispositivo com o recurso. Muito mais próximos, mesmo. De acordo com uma pesquisa feita pelos laboratórios da Microsoft, um dispositivo quântico pode dar as caras dentro de até dez anos a partir de agora.

O artigo, publicado esta semana no site Arxiv, é de autoria de Bela Bauer, Dave Wecker, Andrew J. Millis, Matthew B. Hastings e M. Troyer e discorre de forma bastante otimista sobre a tecnologia e seus usos. “Melhorias recentes no controle de sistemas quânticos tornam viável a ideia de construir um computador quântico dentro da próxima década”, afirma o resumo no início do projeto. A ideia básica é combinar elementos da computação tradicional com algoritmos quânticos para fazer análises complexas demais para máquinas convencionais.

Conforme notado pelo site The Verge, alguns dos pesquisadores responsáveis pelo estudo já duvidaram de arquiteturas do tipo em outras ocasiões, confrontando principalmente a viabilidade e capacidade de soluções desenvolvidas por nomes importantes da indústria tecnológica, como a Google. A parceria da Gigante das Buscas com a D-Wave para a produção de um sistema com a tecnologia – que poderia ser usado para aprimorar funções de redes neurais – foi duramente criticada por pelo menos dois dos autores da Microsoft.

 

Mesmo o projeto chamado de D-Wave 2 – anunciado em junho deste ano – foi tachado por eles como algo que não traria um poder de processamento muito superior em relação às soluções tradicionais disponíveis no mercado. A solução dos cientistas da empresa de Redmond para fazer diferença nesse setor, então, foi não depender apenas da nova tecnologia, mas sim fazê-la trabalhar em conjunto com métodos de processamento já consolidados, contornando problemas recorrentes envolvendo a física quântica.

Briga pela tecnologia

O fato é que o campo está em disputa constante e ferrenha entre todas as partes envolvidas. Enquanto a Microsoft investe tempo e dinheiro em sua equipe Station Q e começa a anunciar resultados, o time formado por Google, NASA e D-Wave não deixa por menos e divulga dados sobre os primeiros avanços com o conceito no seu AI Lab. Teoricamente, o novo equipamento sendo desenvolvido por lá seria capaz de agrupar mais de 1.000 qubits – o bit quântico – e operar 15 milikelvin acima do zero absoluto. Fascinante e, ainda, muito misterioso, não é?

About AkiTech

Criador e Gerador de Conteúdo do Site KassioInFo e Agora do AkiTech. Analista de Suporte e Entusiasta de Tecnologia e Telecomunicação.

Check Also

Os 10 filmes mais pirateados da semana (20/03/2017)

Os 10 filmes mais pirateados da semana (20/03/2017)